Clique e conheça o blog do autor

Clique e conheça o blog do autor
Clique e conheça o blog do autor

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Relembre os casais mais famosos da TV e do cinema

Relembre os casais mais famosos da TV e do cinema
Quem não quer viver um romance de cinema ou TV? Relacionamentos entre casais da dramaturgia, em sua grande maioria, até podem ter seus altos e baixos, mas no final termina com um belo e sonoro final feliz. Nem que seja na eternidade.

Destacamos aqui alguns casais que se tornaram memoráveis e cujas suas histórias nos inspiram até hoje, independente de quem está namorando ou ainda procura pela sua cara metade. Confira:
Romeu e Julieta: "Romeo and Juliet" é a peça mais famosa do dramaturgo inglês Willian Shakspeare. Escrita entre 1591 e 1595, a história se passa na cidade de Verona e fala do amor entre dois adolescentes, Romeu Montecchio e Julieta Capuleto. Vindos de família rivais, o romance proibido acaba sentenciando-os a morte. Além do teatro e da literatura, por duas vezes a obra foi parar no cinema. A primeira em 1969, em uma versão de Franco Zeffirelli. Já a segunda em 1996. Com o título de "Romeu + Julieta" trazia, os atros Claire Danes e Leonardo Di Caprio como o casal protagonista.
Luti e Wal: em 1985, estreava na TV a novela "Ti Ti Ti". Escrita pelo saudoso Cassiano Gabus Mendes, a trama mostrava a rivalidade entre André Spina (Reginaldo Faria) e Ariclenes Almeida (Luiz Gustavo), dois amigos de infância. Seus filhos Luti (Cássio Gabus Mendes) e Wal (Malu Mader) se apaixonam e, como na história de Shakespeare, veem seu amor condenado por seus pais. Eles se inspiram na história de Shakespeare para convencer os pais a deixá-los ficar juntos e conseguem. Em 2010, o remake da trama foi ao ar tendo os atores Juliana Paiva e Humberto Carrão como o casal, mas a versão não teve a mesma repercursão que a original.
A Dama e o Vagabundo: "Lady and the Tramp" é um filme de animação lançado pela Disney em 1955. A história narra o romance entre a cadelinha Lady, pertencente a uma aristocrata, e Vagabundo, um vira lata das ruas. Sua dona engravida, tem o bebê e durante uma viagem, deixa a criança aos cuidados da tia Sarah e na companhia de Lady e de um casal de siameses. Os gatos aprontam uma bagunça na casa e a culpa recai sobre a cadelinha, que foge. Cabe à Vagabundo protegê-la dos perigos da rua, despertando-lhe um amor lindo e puro.
Jade e Lucas: em 2001 entrava no ar a novela "O Clone". Escrita por Gloria Perez, a trama contava a história de Jade (Giovanna Antonelli), uma jovem muçulmana criada no Rio de Janeiro. Com morte da mãe, retorna ao Marrocos para viver aos cuidados do tio paterno Ali (Stênio Garcia). Lá, Jade conhece o brasileiro Lucas (Murilo Benício) e os dois se apaixonam à primeira vista. Porém, como a jovem foi prometida em casamento à Said (Dalton Vigh), primo de segundo grau da jovem, o amor entre os dois se torna proibido.
Baby e Johnny: "Dirty Dancing" é um dos filmes mais famosos da década de 80. Lançado em 1987, contava a história de Baby (Jennifer Grey) , uma jovem cuja família vai passar as férias em um resort de classe média-alta. Chegando lá, ela conhece Johnny (Patrick Swayze), que ganha a vida dançando e dando aulas para turistas. Nos braços um do outro, enquanto ela experimenta sensações até então possíveis apenas nos livros de romances, ele vai descobrir o significado do amor verdadeiro.
Diná e Otávio Jordão: como o amor verdadeiro dura até a eternidade, essa foi a história retratada por Ivani Ribeiro em "A Viagem" (1994) através de Diná (Christiane Torloni) e Otávio Jordão (Antônio Fagundes).
Quando se conhece, ele é viúvo e ela casada com Téo (Maurício Mattar). Por ser mais velha que o marido, Diná não se da conta de que o sentimento que supre por ele é de posse.
Amor ela só irá conhecer nos braços de Otávio e será tão forte, que se manterá vivo mesmo depois da morte dele, tendo outra chance quando ela também morre e o reencontra no ceu.   
San e Molly: 1990 foi o ano de lançamento do filme "Ghost, Do Outro Lado da Vida". O longa trazia a história de amor entre San (Patrick Swayze) e Molli (Demi Moore).
Quando decidem morar juntos, ele é assassinado, vítima da ganância de um colega de trabalho.
Inconformado, San se nega a seguir o caminho de luz. E quando descobre o que realmente ocasionou em sua morte, faz de tudo para desmascarar o culpado e proteger sua amada.
Para isso, conta com a ajuda de Oda May Brown (Whoopie Goldberger), uma sensitiva que consegue ouvi-lo.

Catarina e Petruchio: lançada em 2000, a trama de "O Cravo e a Rosa" se passa nos anos 20 e mostra a história de amor e ódio entre Catarina, jovem rica idealista e à frente do seu tempo, e Petruchio, um fazendeiro pobretão que só quer saber de salvar as suas terras.
Para isso, ele aceita o desafio de “domar” o coração da filha do banqueiro da cidade, que é totalmente contra casamento e a submissão da mulher perante um homem, em torca de um bom dote. Escrita por Walcyr Carrasco, o folhetim foi inspirado na peça A Megera Domada, de Willian Shakespeare, escrita entre os anos de 1593 e 1594. Assim como na comédia romântica visualizada pelo dramaturgo inglês, as diferenças entre o casal se tranforma em um amor arrebatador. No cinema, a história foi contada em duas versões. A primeira em 1908, uma produção muda. Ja a segunda, e mais conhecida, 1967 tendo Elizabeth Taylor e Richard Burton nos papéis principais. 

FONTE: NA TELINHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário