Clique e conheça o blog do autor

Clique e conheça o blog do autor
Clique e conheça o blog do autor

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

"No calor do seu corpo" um romance que você não pode deixar de ler"


Uma escritora já com os seus quarenta anos, retorna a ilha Alborada onde nasceu, para começar uma nova vida longe do seu ex marido violento. Porém o que Felicity não sabia é que fosse se apaixonar pelo jovem delegado do lugar, que tinha vinte e cinco anos, bem mais jovem que ela.
Mas para ambos viverem esse amor, terão que enfrentar a mãe do rapaz que no passado foi grande amiga de Felicity e que não aceita de jeito nenhum seu filho estar apaixonado por uma mulher bem mais velha que ele!
Matheus nasceu nos braços de Felicity, ela fez o parto de Fausta, a mãe dele, o que Felicity não imaginava é que anos depois fosse se apaixonar pelo bebê que era agora um homem!
Fausta é capaz de tudo para separar os dois, até de matar Felicity para que ela esta não se torne esposa do seu filho.





Elizabeth Savalla está reservada para duas novelas da Globo


Recuperada de uma intoxicação alimentar, Elizabeth Savalla finaliza a sua participação em Eta Mundo Bom com previsão de dois novos trabalhos na Globo. A atriz estará na novela das sete Pega Ladrão, de Claudia Soutto, no ano que vem, e na trama das nove O Sétimo Guardião, de Aguinaldo Silva, em 2018.

Fonte: Planeta tv

"Os gays acham que todo gay tem que ser do bem", diz Aguinaldo Silva

"Os gays acham que todo gay tem que ser do bem", diz Aguinaldo Silva
O autor Aguinaldo Silva está afiado para sua próxima novela das 21h, que está programada para estrear em 2018.
 
Em entrevista ao jornal Extra, ele disse que sua trama terá um vilão gay. O personagem será auxiliar da vilã, um pergumista que fabrica essências.
 
"Isso vai provocar polêmica porque os gays acham que todo gay tem que ser do bem e não é assim, né? Antes do gênero, são pessoas. Isso independe da orientação sexual", disse.
 
Sua última trama na Globo foi "Império", que terminou no ano passado. Silva escreveu também outras tramas recentes como "Fina Estampa" (2011), e é autor da novela mais assistida da década passada, "Senhora do Destino" (2004). 

Fonte: Na telinha

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

"Embalos de amor" em pré venda

Embalos de amor

Anos 90: De mundos opostos, Rodrigo e Gisele descobriram na dor um intenso amor, mas, para viver esta paixão, Rodrigo terá que tomar uma importante decisão: Viver o amor que sente por Gisele ou casar-se com Pérola apenas por conveniência?

Clique aqui

quarta-feira, 27 de julho de 2016

O livro "No calor do seu corpo" já é sucesso na Amazon, entre os mais #3 vendidos na categoria de mistério e suspense



Sinopse


Uma escritora já com os seus quarenta anos, retorna a ilha Alborada onde nasceu, para começar uma nova vida longe do seu ex marido violento. Porém o que Felicity não sabia é que fosse se apaixonar pelo jovem delegado do lugar, que tinha vinte e cinco anos, bem mais jovem que ela. 
Mas para ambos viverem esse amor, terão que enfrentar a mãe do rapaz que no passado foi grande amiga de Felicity e que não aceita de jeito nenhum seu filho estar apaixonado por uma mulher bem mais velha que ele! 
Matheus nasceu nos braços de Felicity, ela fez o parto de Fausta, a mãe dele, o que Felicity não imaginava é que anos depois fosse se apaixonar pelo bebê que era agora um homem! 
Fausta é capaz de tudo para separar os dois, até de matar Felicity para que ela esta não se torne esposa do seu filho!




segunda-feira, 25 de julho de 2016

Desesperada, Sandra quer sequestrar filho de Candinho

"Êta Mundo Bom": Desesperada, Sandra quer sequestrar filho de Candinho

O desespero de Sandra (Flávia Alessandra) vai tomar conta nos próximos capítulos de "Êta Mundo Bom".
 
Nesta altura da história, Anastácia (Eliane Giardini) já terá recuperado seu patrimônio.
 
Sandra e Ernesto (Eriberto Leão) vão morar no dancing de Paulina (Suely Franco) por algum tempo. A dona do lugar trata de avisar que não será por muitos dias.
Ernesto fica desesperado, mas Sandra é quem o tranquiliza: "É óbvio que não ficaremos aqui eternamente. Eu estava a estabelecer minhas ideias e realmente só temos uma saída. Uma única saída para arrancar o dinheiro de titia", diz ela.
 
"Fala com tanta certeza. Diga de uma vez, qual a sua ideia?", questiona Ernesto. 
 
"Vamos roubar o filho de Candinho?", vislumbra Sandra. 

Fonte: Na telinha

Regiane Alves está confirmada no elenco de A Lei do Amor


Regiane Alves está confirmada no elenco de A Lei do Amor, mas vai demorar a começar a gravar. A sua personagem só entrará na trama por volta do capítulo 50.
Na trama, escrita por Maria Adelaide Amaral e Vicent Villari, dará vida à primeira-dama de uma cidadezinha, casada com Ricardo Tozzi. Ela descobrirá que o marido tem caso com outra, que será vivida por Camila Morgado.
A Lei do Amor tem previsão de estreia para o dia 3 de outubro. 
Fonte: Planeta tv

A Gata será a próxima novela das tardes do SBT

Imagem: Reprodução
O SBT já colocou no ar a primeira chamada de sua próxima novela, A Gata. A emissora anuncia a trama protagonizada por Maite Perroni como sua próxima atração das tardes, mas não divulga data de estreia e horário de exibição.
Na trama, Maite interpreta Esmeralda, que vive em um lixão e tem uma gata de olhos como bicho de estimação. As gravações da novela aconteceram em lixão real na Cidade do México. La Gata foi produzida por Nathalie Lartilleux para a Televisa e exibida pelo Canal de las Estrellas em 2014.

Fonte: Planeta tv

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Após levar três tiros, Santo é dado como morto

"Velho Chico": Após levar três tiros, Santo é dado como morto
Santo (Domingos Montagner) passará por grandes apuros nos próximos capítulos de "Velho Chico".
 
Tudo isso porque ele sumirá e será dado como morto. A "aventura" começa depois de um encontro com Tereza (Camila Pitanga) às margens do Rio São Francisco.
 
O casal passa um tempo junto e se despedem. Mais tarde, o agricultor montará em seu cavalo e seguirá para casa.
 
Acontece que quando estiver cavalgando, será atingido poruma bala de raspão: "Quem está aí? Aparece! Quem está aí?", gritará ele, sem conseguir ver quem fez o disparo.
 
Um segundo tiro lhe acerta e Santo se revolta: "Aparece, maldito! Aparece! Mufino! Covarde!".
 
E depois, vem a terceira bala, mas ninguém sabe quem atirou. Santo é levado pela correnteza e as cenas mostrarão Miguel (Gabriel Leone), Tereza e Piedade (Zezita Matos) com maus pensamentos.
 
No final das contas, Piedade relatará o sumiço de Santo à polícia e agentes farão as buscas de barcos sem encontrar ninguém. Ele será dado como morto. 

Fonte: Na telinha

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Eponina conhece o "cegonho"

Foto: Divulgação/Globo

Depois de tentar de tudo: amendoim, gemada com licor, ovo de codorna e até sopa de osso, Eponina (Rosi Campos) conseguiu fazer o “cegonho” de Pandolfo (Marco Nanini) voar. Foram muitas comidas exóticas e muitas rezas para Santo Expedito até ela finalmente desfrutar de sua primeira noite com o marido. Após mais um jantar, quando os dois recém casados vão para o quarto, é que o “milagre” acontece. O galo canta, as galinhas batem asa, a vaca muge, os porcos grunhem, o cavalo relincha, as rãs coaxam e toda a fazenda entra em festa!

“U cegonho vuô”, dispara Mafalda (Camila Queiroz), curiosa para saber se o “cegonho” de Pandolfo bica. “Todu cegonho bica, Mafarda”, explica Dita (Jeniffer Nascimento). “Si u cegonho tem bico é pra bicar”, completa Quincas (Miguel Romulo). “Marfarda, para cum essa cunversa di cegonho!”, encerra Cunegundes (Elizabeth Savala), enquanto todos estão curiosos sobre a primeira noite dos dois.

Mas é só no dia seguinte que Eponina conta tudo. “Penso qui meu marido si incantô pur meus atributo. U Santo deu uma ajudadinha, mais há di ter sido poca. Foi minha beleza!”, diz, convencida. Logo em seguida Eponina tira o santo das causas impossíveis do poço e lhe agradece a graça. “Gradecida, meu Santo Ixpidito. U Sinhor merece tudo di bão. Açúcar, mer, doce... eu hei di lhi tratar muito bem.”      

As cenas estão previstas para serem exibidas a partir desta quinta-feira, dia 30. ‘Êta Mundo Bom!’ é uma novela de Walcyr Carrasco, com direção artística de Jorge Fernando.

Fonte: Planeta tv


sexta-feira, 10 de junho de 2016

Venha conhecer o livro "Uma só carne"

Uma só carne

O amor de Ester e Rafael era tão forte, que nada seria capaz de abala-lo! Mas nem todos estão livres de problemas.E a obsessão de uma jovem por ele, pode trazer sérias consequências! 
Uma mentira, uma falsa acusação, deixa Rafael entre a vida e a morte e só a fé de Ester em Deus e um milagre pode salva-lo! 

Venham conhecer um pouco desse romance!

Disponível para leitura gratuita no Kindle Unlimited. Clique abaixo e entre na Amazon!

Gustavo Reiz fala sobre sua próxima novela

O autor Gustavo Reiz. Foto: Divulgação
Enquanto Escrava Mãe atende as expectativas de audiência da Record e recebe elogios da críticaGustavo Reiz prepara a sua próxima novela. “Em julho, entrego dez capítulos de Belaventura, uma trama medieval", disse o autor ao jornal O Dia.
A trama, que deve substituir a atual novela das 19h30, "abordará o amor entre um príncipe e uma plebeia e temas como a peste negra, disputa por poder, corrupção, pessoas de culturas diferentes e refugiados”, segundo Reiz.
Belaventura, assim como Escrava Mãe, deverá ter produção da Casablanca e direção de Ivan Zettel.
FONTE: PLANETA TV

Record adia estreia da novela "A Terra Prometida"

Record adia estreia da novela "A Terra Prometida"
Record adiou em uma semana a estreia da novela "A Terra Prometida", que estava programada para o dia 28 de junho. Agora, ela começa a ser exibida uma semana depois, no dia 5 de julho, terça-feira.
 
O adiamento foi anunciado no "Hoje em Dia" desta sexta-feira (10), que mostrou os bastidores da trama bíblica. 
 
"A Terra Prometida" é uma continuação imediata de "Os Dez Mandamentos", que ganhou sequência em 2016 após ter feito um enorme sucesso no ano passado, desbancando a Globo em várias ocasiões.
 
A nova novela irá ao ar às 20h30, mantendo o horário para as produções bílicas.
 
Nomes como Kadu Moliterno, Cristiana Oliveira, Marisol Ribeiro, Leonardo Miggiorin, Miriam Freeland, Walter Breda e Nivea Stelmann estarão no folhetim.
 
Nesta semana, a emissora enviou cerca de 60 profissionais para gravar cenas de "A Terra Prometida" no continente africano. 
 
FONTE: NA TELINHA

domingo, 29 de maio de 2016

Conheça a história de Escrava Mãe, a nova superprodução da Record



Novela de
Gustavo Reiz

Escrita com
Aline Garbati
Camilo Pellegrini
Jussara Fazolo
Mariana Vielmond
Valéria Motta

Pesquisa
Beatris Gonçalves

Direção Geral
Ivan Zettel

Diretor de Teledramaturgia
​Anderson Souza

A nova novela da Record irá contar a história da mãe de Isaura, uma das personagens mais importantes da literatura. A estreia da superprodução será no dia 31 de maio e vai reunir a família brasileira em frente à TV.

Sumas histórias são tão marcantes que atravessam gerações. É o caso de A Escrava Isaura, obra de Bernardo Guimarães. A trajetória da escrava de pele clara que vivera perseguida pelo obcecado senhor Leôncio ganhou o mundo pelas páginas e telas, tornando- se uma das mais conhecidas tramas brasileiras. Mas toda história tem um começo. E nada disso aconteceria sem os personagens e enredos de Escrava Mãe, novela de Gustavo Reiz, livremente inspirada no clássico literário.

Foto: Divulgação/Record
Foto: Divulgação/Record

A história inicia-se em 1789, na região de Angola, principal mercado abastecedor de es cravos para as plantações de cana-de-açúcar do Brasil. É de lá que são trazidos os africanos Kamau (Marcelo Batista) e Luena (Nayara Justino), a bordo de um navio negreiro. Ao chegarem em solo brasileiro, os dois conseguem fugir e recomeçam suas vidas em liberdade, mas sempre assombrados pelo terror da escravidão.
Quando uma nova vida se anuncia, Luena frustra-se ao notar a pele mais clara da filha: aquela criança era fruto da violência que sofrera durante a travessia do oceano. E os mesmos homens que invadiram a tribo na África, comandados pelo vilão Osório (Jayme Periard), retornam para buscar a “mercadoria” que haviam perdido. Luena morre ao dar à luz, mas consegue entregar o bebê ao menino Sapião (Sidney Santiago), que foge desesperadamente enquanto Kamau é aprisionado, prometendo um dia voltar para buscar aquela criança, a quem considerava sua filha. Sapião é acolhido numa grande fazenda açucareira, a Engenho do Sol, e a menina, que ganha o nome de Juliana , será criada com Teresa (Roberta Gualda) e Maria Isabel (Thais Fersoza), filhas do coronel Custódio (Antônio Petrin) e dona Beatrice Avelar (Bete Coelho). Se aquele momento já representava uma mudança brusca na vida de Juliana (Gabriela Moreyra), sua história seria ainda mais repleta de reviravoltas e emoções.
Ao completar 18 anos, Juliana conhece a verdade sobre seu passado, revelado por Tia Joaquina (Zezé Motta). Grande amiga da sinhá Teresa, de quem sempre fora mucama, Juliana fica completamente perdida ao saber que era fruto de uma violência. Jura a si mesma que jamais deixaria um homem branco tocá-la. E é num momento de desespero que ela conhece o jovem português Miguel (Pedro Carvalho), um viajante em busca de trabalho na Vila de São Salvador.
No tão marcante ano de 1808, quando a corte portuguesa se transfere para o solo brasileiro, a Vila de São Salvador vivia um momento próspero, sendo bastante beneficiada pelo ótimo desempenho da cultura da cana-de-açúcar. Além de aumentar o poder dos senhores de engenho, isso também atraía bastante gente para a região, em busca de melhores condições de vida. Mas a verdade era que Miguel buscava respostas para um grande mistério que envolvia a morte de seus pais.
Juliana (Gabriela Moreyra) e Miguel (Pedro Carvalho). Foto: Divulgação/Record
Juliana (Gabriela Moreyra) e Miguel (Pedro Carvalho). Foto: Divulgação/Record

O rapaz será o grande amor da vida de Juliana, mas também despertará o interesse de Maria Isabel, a filha do coronel Custódio, que nunca se conformara com o tratamento diferenciado que a escrava recebia. Contando com a fiel e sarcástica mucama Esméria (Lidy Lisboa), Maria Isabel não medirá esforços para prejudicar Juliana, jamais aceitando ser afrontada por uma escrava.
Como se não bastasse a perseguição da sinhá, Juliana também enfrentará um obstáculo muito poderoso, o Comendador Almeida (Fernando Pavão). Ao casar com Teresa por um arranjo que tiraria sua família da ruína financeira, Almeida se torna o novo senhor da Engenho do Sol e reacende uma rivalidade histórica com a família do coronel Quintiliano Gomes (Luiz Guilherme), dono da fazenda Doces Campos. Guilherme (Roger Gobeth), filho deste poderoso senhor, correspondia-se às escondidas com Teresa, que também o amava, apesar da inimizade entre seus pais. O casamento de Teresa e Almeida marcará o reinício de uma guerra entre as famílias mais poderosas da região e uma fase terrível na vida de Juliana, pois seu novo senhor ficará completamente obcecado por ela.
Juntos, Juliana e Miguel viverão uma intensa e movimentada história de amor, enfrentando inimigos poderosos e obstáculos aparentemente intransponíveis, como o preconceito de uma época que vive à sombra da escravidão.
Além de uma trama central forte e emocionante, Escrava Mãe conta com outras histórias de amor, aventura, suspense e comédia. A pensão Jardineira, taverna liderada por Rosalinda (Luiza Tomé), é o ponto de encontro dos homens do lugar. Por conta disso, um assunto recorrente na Vila é a histórica rivalidade entre Rosalinda e dona Urraca de Almeida (Jussara Freire), mãe do comendador Almeida. D. Urraca sempre se nomeara a defensora da tradição e dos bons costumes, criticando abertamente o comportamento da inimiga e suas florzinhas, Dália (Manuela Duarte), Petúnia (Robertha Portella) e Violeta (Débora Gomes), que vivem com ela na taverna.
A guerra entre as duas geralmente é aplacada pelo capitão Loreto ( Junno Andrade), chefe da guarda e responsável por manter a ordem na colônia. Num período em que a circulação de informações e novas ideias poderiam representar uma ameaça à Coroa, quem também se torna um problema para o capitão é o professor Átila (Léo Rosa). Determinado a criar um jornal na Vila e espalhar suas ideias abolicionistas, o escritor desperta o interesse de muitos jovens, como a sinhazinha Filipa (Milena Toscano), filha do coronel Quintiliano Gomes. Não satisfeita com a realidade das mulheres da época, ela está à frente de seu tempo e não se conforma com o tratamento dado aos escravos. Lutará pela igualdade e tomará para si a missão de descobrir um mistério que rondava a morte de sua mãe.
Foto: Divulgação/Record
Foto: Divulgação/Record

Com um minucioso trabalho de pesquisa, a vida dos escravos na época colonial é retratada ressaltando a trajetória dos homens e mulheres que contribuíram para a construção de nosso país. A herança cultural, os sonhos, os medos, os anseios por liberdade, o ódio contra a dominação e os dois lados do processo de exploração são alguns dos temas abordados ao longo de toda a trama por meio de personagens como Juliana, Tia Joaquina, Esméria, Catarina (Adriana Lessa), Sapião, Tito Pardo (Nill Marcondes), entre outros.
Além de entreter e emocionar, Escrava Mãe é uma novela que traz à tona assuntos importantes sobre a construção do nosso povo, mostrando que relações bonitas e verdadeiras também podem surgir nos momentos mais turbulentos. E as histórias que atravessam o tempo, como o amor de Juliana e Miguel por sua filha Isaura, merecem ser contadas desde o início.

Perfil de personagens

JULIANA (Gabriela Moreyra) – É a protagonista da história. Filha de uma escrava africana com um traficante de escravos branco, JULIANA é uma bela mulata de expressões delicadas e corpo escultural. Respeitosa, educada e trabalhadora, JULIANA é uma pessoa justa e de caráter incorruptível. Sabe se defender quando precisa, luta por aqueles que ama. Foi criada na fazenda Engenho do Sol e desde cedo trabalhara como mucama de TERESA, filha mais nova de sua sinhá, que regulava de idade com ela. Tem no escravo SAPIÃO um irmão e na TIA JOAQUINA uma mãe. É grata aos seus senhores e detesta a escravidão pela violência dos feitores e capatazes, homens que lhe causam repugnância. Não compreende como pessoas podem se julgar superiores a outras, mas não se revolta contra o regime, já que crescera nessa realidade. Apesar de sua condição de escrava, JULIANA cultiva o sonho de ser livre e viver um grande amor. Viverá um grande dilema quando se apaixonar justamente pelo novo feitor da fazenda, MIGUEL. Por conta de sua exuberante beleza, despertará a inveja de outras mulheres, como ESMÉRIA e MARIA ISABEL, além da cobiça do COMENDADOR ALMEIDA, que será seu novo senhor, marido de TERESA. Sofrerá bastante nas mãos dele e de MARIA ISABEL, que se apaixonará por MIGUEL. MARIA ISABEL jamais suportará ser rejeitada por MIGUEL e fará da vida de JULIANA um verdadeiro inferno, aliando-se a ALMEIDA contra ela. Sua trajetória será bastante sofrida e com muitos momentos dramáticos até o nascimento de sua filha, a escrava Isaura.
MIGUEL SALES (Pedro Carvalho) – É o herói da história. Jovem português, bonito, atlético, bem educado e com boa formação. Bem informado com relação aos acontecimentos da corte e do mundo. Chega à Vila de São Salvador em busca de novas oportunidades. Despertará a atenção das mulheres da cidade, como MARIA ISABEL. Apesar de ser visivelmente um jovem vindo de família rica, aceita trabalhar no armazém de seu SEU NESTOR para se estabelecer na cidade. Aluga um quartinho nos fundos da venda e será praticamente adotado pelos donos do local, NESTOR e D. IRANI, por quem terá grande carinho e gratidão. Como seus pais haviam morrido por perseguições políticas e ele descobrira algumas relações de seu pai com pessoas da região – incluindo os grandes senhores de engenho, MIGUEL busca informações sobre os mandantes do crime que tirara a vida dos seus pais. Apesar de estar no local para executar sua vingança, MIGUEL se apaixonará perdidamente por JULIANA, o que mudará seus planos. Terá grandes momentos de embate com o COMENDADOR ALMEIDA e será o grande protetor de JULIANA, com quem terá uma filha.
CORONEL CUSTÓDIO (Antonio Petrin) - Um dos líderes locais, o coronel CUSTÓDIO é dono do Engenho do Sol, uma das principais fazendas açucareiras da região (onde trabalha JULIANA). Sujeito simpático, doce, respeitador, autoritário na medida certa. Respeitoso com os escravos e demais trabalhadores. Casado com D. BEATRICE e pai de TERESA e MARIA ISABEL. Ao descobrir uma doença fatal e na ausência de um herdeiro que cuidaria de seus negócios, CUSTÓDIO vai arranjar o casamento da filha com ALMEIDA. Acreditando que ALMEIDA é um homem de confiança e responsável, CUSTÓDIO vai prepará-lo para assumir tudo à sua maneira.
BEATRICE (Bete Coelho) - Esposa de CUSTÓDIO, D. BEATRICE é umamulher educada, culta e sofisticada. Submissa ao marido, BEATRICE é a típica figura da dona de casa perfeita. Tem respeito pelos escravos e jamais se intromete nos negócios do marido. No passado, fora o grande amor do coronel QUINTILIANO, mas escolhera CUSTÓDIO como marido e companheiro de vida. Por conta do problema físico de TERESA, dera mais atenção à filha caçula, protegendo-a de tudo e todos, o que sempre causara incômodo por parte de sua outra filha, MARIA ISABEL. BEATRICE também protege JULIANA, escrava que crescera com suas filhas. Após a morte do marido, BEATRICE herdará o escravo TITO PARDO, que será seu grande amigo nos momentos mais difíceis de sua vida.
Maria Isabel (Thais Fersoza). Foto: Divulgação/Record
Maria Isabel (Thais Fersoza). Foto: Divulgação/Record

MARIA ISABEL (Thais Fersoza) - Filha mais velha do coronel CUSTÓDIO, MARIA ISABEL será a vilã da história. Mulher bonita, sedutora, manipuladora. Ao contrário da mãe e da irmã, MARIA ISABEL puxou a personalidade forte do pai. É decidida, inteligente, determinada em seus planos. Preconceituosa, segura e fria, é capaz de dizer e fazer as maiores barbaridades sem se exaltar. O defeito físico da irmã sempre fora utilizada por ela como uma forma de inferiorizar TERESA. Tem atração por violência, gosta de observar as punições aos escravos, utilizar os instrumentos de tortura. É uma mulher muito agradável e simpática quando lhe interessa. Por trás de seu sorriso meigo há uma verdadeira bomba-relógio. Não aceitará ser rejeitada por MIGUEL e odiará a escrava JULIANA por isso. Contará com a fidelidade de sua mucama ESMÉRIA para tornar a vida de JULIANA um verdadeiro pesadelo. É a paixão do idealista ÁTILA e o usará sempre que lhe for conveniente.
TEREZA (Roberta Gualda) - Filha de CUSTÓDIO e BEATRICE, irmã de MARIA ISABEL. Filha preferida de BEATRICE, TERESA nascera com um pequeno defeito físico – uma perna maior que a outra - o que a deixara um pouco manca. Mais do que na aparência, tal problema deixara marcas profundas na construção de sua personalidade; TERESA é uma mulher insegura, tímida, que vive reclusa e mergulhada em livros e estudos. Bondosa e até ingênua, sempre se dedicou às tarefas domésticas e detesta eventos sociais. Romântica, tem na escrava JULIANA, sua mucama, uma grande amiga e confidente. Na realidade, JULIANA é a única amiga de TERESA. Com temperamento oposto ao da irmã, a quem admira e considera a mulher mais bonita da Vila, TERESA aceita de bom grado o casamento arranjado com ALMEIDA. A relação com o marido será difícil, principalmente quando ele se interessar por JULIANA. TERESA viverá momentos muito sofridos e um conflito constante, se deixando levar pelos próprios instintos, manipulados por MARIA ISABEL e sua mucama ESMÉRIA.
QUINTILIANO (Luiz Guilherme) - Dono da fazenda Doce Campo e tradicional rival do coronel CUSTÓDIO. Homem bonito, elegante e imponente, é um dos líderes locais mais influentes por ter muitos contatos na corte. Trata os escravos com autoridade, é um defensor do regime escravista e totalmente contrário à abolição. Não se dedica apenas ao cultivo da cana-de-açúcar, mas também à criação de gado e plantação de café. Também participa, clandestinamente, de alguns leilões provenientes do tráfico de escravos. A briga entre os dois senhores vai além do âmbito profissional; CUSTÓDIO e QUINTILIANO disputaram o amor de D. BEATRICE, que acabou casando com o primeiro. QUINTILIANO também se casou, mas ficou viúvo e com três filhos: GUILHERME, TOMÁS e FILIPA. A morte rápida da esposa de QUINTILIANO levantara suspeitas na população e contribuíra para o clima de mistério que rondava a figura de coronel. Com relação aos filhos, QUINTILIANO tem em GUILHERME seu braço direito, mas sua preferência é por TOMÁS, justamente o filho que não quer saber dos negócios da família e é contra o sistema escravista. Com FILIPA, única mulher da família, a proteção dele é ainda maior.
FILIPA (Milena Toscano) - Filha mais nova do coronel QUINTILIANO e única mulher na casa (além das escravas, claro), FILIPA é o oposto do que se espera das mulheres daquela época. Apesar de fazer todas as atividades geralmente destinadas às mulheres de famílias ricas, FILIPA sabe que a vida tem muito mais a oferecer do que apenas se casar E cuidar de uma família. Trata os escravos de igual para igual, gosta de andar de cavalo, praticar esgrima, capoeira (com o escravo GENÉSIO) e cavalgar. É uma feminista em potencial. É namoradeira como o irmão TOMÁS, mas vive em pé de guerra com ele (por considerar a proteção machista). Respeita GUILHERME e tenta tornar o irmão um homem menos conservador. Não admite, mas é apaixonada por ÁTILA, o melhor amigo de TOMÁS, que lhe trata como uma criança. Para impressioná-lo, FILIPA vai se envolver em planos de fugas de escravos, colocando-se em perigo.
GUILHERME (Roger Gobeth) - Filho mais velho do coronel, é o sucessor natural do pai nos negócios. Conservador, esforçado e estudioso, GUILHERME estudou no exterior e defende o sistema escravista com unhas e dentes. Apesar de ser um homem inteligente, GUILHERME é um pouco inseguro e se incomoda com as ideias liberais do irmão TOMÁS, de quem sempre fora amigo e conversara bastante. O sonho de GUILHERME é servir a corte portuguesa, se aproximar da família real a quem admira. Implica um pouco com o jeito extrovertido da irmã e procura ser protetor dela, embora ela não aceite as intromissões do irmão mais velho. Gosta de TERESA, com quem viverá uma conturbada e proibida história de amor.
TOMÁS (Raphael Montagner) - Filho do meio do coronel QUINTILIANO, TOMÁS é um rapaz simpático e carismático, comunicativo e agradável. É o oposto do irmão. Idealista, nunca se envolvera com os negócios da família. É crítico quanto ao modo de produção vigente e a crueldade do tráfico de escravos. TOMÁS é um abolicionista em potencial e desenvolverá seus pensamentos com o melhor amigo, o jornalista ÁTILA, em reuniões secretas. Gosta de ler e conhece as histórias; usa as palavras como armas de sedução. Conquistador nato, TOMÁS viverá envolvido em confusões amorosas, sendo um verdadeiro Casanova da Vila. Envolve-se com mulheres casadas, solteiras, novas e velhas, o que lhe rende boas confusões e noites na cadeia.
Fernando Almeida (Fernando Pavão). Foto: Divulgação/Record
Fernando Almeida (Fernando Pavão). Foto: Divulgação/Record

FERNANDO ALMEIDA (Fernando Pavão) - Vilão da história, ALMEIDA é um sujeito de personalidade forte e caráter duvidoso. Filho de D.URRACA, que procura manipular o filho sempre que pode, ALMEIDA jamais assumira grandes responsabilidades – o que resultou na dilapidação do patrimônio da família, depois da morte de seu pai. Vaidoso, sedutor, de porte e aparência sofisticados, vai se casar com TERESA por interesse, assumindo os negócios no Engenho do Sol. Dissimulado, preconceituoso, frio, calculista. Será rival do coronel QUINTILIANO GOMES, dono da fazenda Doce Campo. Gosta de jogos, tem fraco por bebida. Vai se revelar um sujeito sanguinário e vingativo, principalmente quando ficar obcecado pela escrava JULIANA. Terá em ZÉ LEÃO seu capanga e em MARIA ISABEL sua principal aliada. Quando descobrir sobre o relacionamento de MIGUEL e JULIANA, será capaz de tudo para separar o casal.
Urraca (Jussara Freire). Foto: Divulgação/Record
Urraca (Jussara Freire). Foto: Divulgação/Record

URRACA (Jussara Freire) - Mãe de ALMEIDA, URRACA é a grande defensora da moral e dos bons costumes da Vila de São Salvador. Imponente, sofisticada, irônica. Ferina em seus comentários. URRACA veste-se como uma integrante da família real; gosta de chapéus, leques, tudo que lhe dê um ar aristocrático. Sua bengala é usada praticamente como um cetro; URRACA tem a nobreza dentro de si. E apenas isso, já que, na realidade, a mulher está falida e perdera todo o patrimônio deixado pelo marido. Vive de aparências em seu solar e teve que vender seus escravos, principalmente por ALMEIDA ter dilapidado o patrimônio da família com viagens e jogos. O casamento do filho com TERESA será a salvação de sua família. Na Vila, URRACA vive em pé de guerra com ROSALINDA PAVÃO, mulher que ela quer expulsar da cidade. Tem inveja de D. BEATRICE, que fora disputada por CUSTÓDIO e QUINTILIANO (por quem fora apaixonada). A revelação dos segredos de URRACA podem mostrar um lado desconhecido dela. E para se proteger, ela mesma pode se surpreender com o que será capaz de fazer.
Osório (Jayme Periard). Foto: Divulgação/Record
Osório (Jayme Periard). Foto: Divulgação/Record

OSÓRIO (Jayme Periard) - Capitão do mato. Começa a trama como traficante de escravos, responsável pela captura de LUENA, mãe de JULIANA. Anos mais tarde retorna para a Vila e se torna feitor da fazenda Doces Campos, do coronel QUINTILIANO. A presença de OSÓRIO sempre será um terror para os escravos e, principalmente para JULIANA.
ZÉ LEÃO (Marcello Escorel) - Feitor-mor do Engenho do Sol, ZÉ LEÃO é quem administra a produção da fazenda e vigia os escravos para que cumpram todas as ordens do senhor. Responsável também pelas punições, ZÉ LEÃO é temido e odiado pelos escravos, que acumulam histórias sobre o homem. Por mais que o coronel CUSTÓDIO não permita abuso de autoridade, nenhum escravo tem coragem para enfrentá-lo quando isso ocorre. ZÉ LEÃO é um sujeito rude e que se torna bastante violento sob efeito do álcool. Tem o caráter duvidoso e será o violento capanga de ALMEIDA quando este se tornar o novo senhor de engenho.
KAMAU (Marcelo Batista) - No início da história, KAMAU é capturado na África com a mãe de JULIANA. Ambos são trazidos para o Brasil. Após a morte de LUENA, KAMAU é capturado e promete voltar para se vingar de OSÓRIO e salvar a filha de LUENA, JULIANA. KAMAU retorna à história no meio da trama como VIRIATO, negro livre, professor de música. Ele terá grande importância na vida de JULIANA.
LUENA (Nayara Justino) - Mãe de JULIANA. Negra bonita que será raptada na África e trazida para o Brasil. Passará por momentos difíceis, será violentada pelo traficante de escravos. Mas terá a proteção de KAMAU e conhecerá o grande amor quando trouxer JULIANA ao mundo. Morre assim que sua filha nasce.
ESMÉRIA (Lidi Lisboa) - Escrava. Bonita e fogosa, mas de caráter duvidoso. Invejosa, dissimulada e eterna rival de JULIANA. Maldosa, sensual. Mucama de MARIA ISABEL, tem inveja da relação que a família dos senhores tem com JULIANA, principalmente TERESA, sua sinhá. Sempre tentará prejudicar JULIANA. Tentará conquistar o COMENDADOR ALMEIDA quando este se interessar por JULIANA. Vive como cão e gato com SAPIÃO; ESMÉRIA detesta os senhores e não tem a menor gratidão por eles, sente-se explorada. Será parceira de MARIA ISABEL em muitas maldades contra o casal MIGUEL e JULIANA.
TIA JOAQUINA (Zezé Motta) - Uma das mais antigas escravas do Engenho do Sol. Respeitada por todos os escravos, TIA JOAQUINA age como mãe de muitos deles, como é o caso de JULIANA e SAPIÃO. Mulher bondosa e trabalhadora, que inspira confiança. Cozinheira da Casa Grande, TIA JOAQUINA conta muitas histórias sobre o seu passado na África, dizendo ser filha de um grande rei que unificara algumas tribos num período entre guerras. TIA JOAQUINA sabe de tudo que se passa na casa e é uma verdadeira mentora para JULIANA, ficando a seu lado nos momentos de dificuldade. Criou as filhas de sua sinhá com muita dedicação e conhece muito bem as duas. Percebe as tramas de ESMÉRIA e MARIA ISABEL e faz de tudo para manter a paz na fazenda.
SAPIÃO (Sidney Santiago) - Escravo. Esperto, atlético, trabalhador. Carismático, excelente jogador de capoeira. Fofoqueiro, geralmente é responsável pela circulação de informações na fazenda e até mesmo na Vila. É carinhoso com TIA JOAQUINA e um verdadeiro protetor de JULIANA. Foi ele quem salvara sua vida e desde então se sente responsável por ela. Por muitas vezes confunde os sentimentos, principalmente quando JULIANA se torna uma mulher muito bonita. Sonha com a liberdade, quer enriquecer e se tornar um senhor de posses. Quando a fazenda se tornar um local violento, será um grande incentivador de fugas e rebeliões de escravos. Personagem simpático, de grande empatia.
GENÉSIO (Rogério Brito) - Escravo. Trabalhador e “faz-tudo” na fazenda Doce Campo. Amigo da BÁ TEIXEIRA. Tem ânsia de liberdade e faz questão de manter suas raízes africanas. Respeita os senhores, tem uma relação mais próxima com TOMÁS e FILIPA. Desconfia do caráter de GUILHERME e tem  medo do coronel QUINTILIANO, pelos mistérios envolvendo seu passado. Vai se envolver na formação do quilombo da região. É amigo de SAPIÃO, com quem troca informações sobre os senhores e sobre os movimentos de fugas de escravos.
TITO PARDO (Nill Marcondes) - Escravo. Braço direito do coronel CUSTÓDIO, TITO PARDO é um homem bastante alto e forte, com uma aparência um tanto assustadora. Não é de falar muito, é sério e trabalhador. Chamado por alguns de “cão de guarda” do patrão, o que incomoda ZÉ LEÃO, feitor da fazenda. TITO PARDO tem a liberdade prometida pelo patrão, mas é deixado como herança para D. BEATRICE. Pelo testamento de CUSTÓDIO, após a morte de BEATRICE, TITO PARDO estaria livre. Tal acontecimento frustra completamente os planos do escravo, que se transforma num homem ainda mais fechado e amargurado.
BÁ TEIXEIRA (Elina de Souza) - Escrava. bonita, que regula de idade com o coronel. Sempre fora escrava de dentro de casa. Faz o papel de mãe naquela casa e é respeitada por todos, principalmente pelo coronel QUINTILIANO. Mulher correta, justa e muito leal ao patrão. Dedicou-se àquela família desde que a sinhá era viva e praticamente assumiu a família depois da morte dela. Tem carinho pela antiga senhora e grande respeito pelo senhor. QUINTILIANO, por sua vez, tem uma forte gratidão pela mulher – sinal de que foram cúmplices de algo no passado, o que levanta suspeitas sobre a morte da esposa dele.
VELHO TIÃO (Ivan de Almeida) - Negro que também é capturado na África e foge com KAMAU e LUENA. Espécie de mentor para KAMAU, também será cruelmente morto pelos traficantes de escravos.
MÃE QUITÉRIA (Neuza Borges) - Mulher sábia e maternal. Cuida de LUENA durante a gravidez e será cruelmente morta pelos traficantes de escravos.
Rosalinda Pavão (Luiza Thomé). Foto: Divulgação/Record
Rosalinda Pavão (Luiza Thomé). Foto: Divulgação/Record

ROSALINDA PAVÃO (Luiza Thomé) - Nordestina extravagante e animada, ROSALINDA PAVÃO é dona da Pensão Jardineira, a taberna da Vila. Ou melhor, a casa onde cuida de suas florzinhas, que é como chama as garotas que vivem lá. ROSALINDA é uma mulher forte, determinada, que não leva desaforos para casa. Muito à frente de seu tempo, é respeitada pelos homens e odiada pelas outras mulheres. Sabe segredos de todos os homens da cidade e vive cercada por agrados e favores de seus clientes, geralmente os homens mais importantes
DÁLIA (Manuela Duarte) - Dançarina da pensão Jardineira. Personagem cômico. Bonita e exagerada, DÁLIA é uma mulher que ainda está descobrindo seus encantos e que não tem um talento natural para a sedução. É tão afoita para acertar que acaba afastando muitos homens. Seria facilmente expulsa do local, se ROSALINDA PAVÃO não tivesse nela uma amiga e confidente. O sonho de DÁLIA é se a melhor dançarina do local, ela tem em ROSALINDA PAVÃO um verdadeiro ídolo. DÁLIA é criativa em seus números musicais, apesar de não ter muito talento artístico. É um personagem simpático, responsável por momentos de respiro cômico.
PETÚNIA (Robertha Portella) - Dançarina da Pensão Jardineira. Mulher bonita e sedutora, PETÚNIA é amante de ALMEIDA e sempre ficara convencida por ser a preferida dele. Dúbia, interesseira e até mesmo um pouco esnobe, PETÚNIA se acha a florzinha mais bonita da Pensão e entra em bastante atrito com ROSALINDA PAVÃO, que está sempre de olho em suas armações. PETÚNIA é uma mulher que não mede esforços para conseguir o que deseja e ficará extremamente incomodada com o casamento de ALMEIDA com TERESA. Ela sempre submetera-se ao tratamento violento de ALMEIDA por interesse e não o deixará em paz tão facilmente.
VIOLETA (Débora Gomez) - Também moradora da Pensão Jardineira, VIOLETA é uma mulher muito bonita e atraente. Ao contrário de DÁLIA, ela tem uma sedução natural, algo que desperta a atenção dos homens, mas é proibida por ROSALINDA a atendê-los, apesar de ser considerada uma de suas florzinhas. Na realidade, é sua florzinha preferida. VIOLETA é incentivada a estudar e aprender ofícios que a tornariam uma senhora de família, algo que a garota tenta combater. Ouve os conselhos de ROSALINDA, mas quer seguir seus impulsos, ser a florzinha preferida dos homens que frequentam o local. Viverá uma história de amor com TOMÁS, o grande conquistador da Vila.
BELEZINHA (Karen Marinho) - Filha de SEU NESTOR e IRANI, BELEZINHA não é uma mulher tão bela quanto considera seu pai. Personagem cômico. É prendada, desde cedo ajudara a mãe nos quitutes e o pai no armazém. É excelente costureira e atende algumas moças da Vila. Sonha em ser uma moça bonita e elegante como MARIA ISABEL. Acha que todos os homens que frequentam o armazém têm interesse nela e reclama com o pai, o que aumenta os ciúmes de SEU NESTOR.
CHARLES (Saulo Meneghetti) - Rapaz que ajudará Tomás e Átila na tipografia e que se tornará estudioso com eles. Inspirado pelo processo abolicionista inglês, impulsionado pelos protestantes, vai trazer novas ideias para a Vila e encontrar resistência no Frei Abilio, pároco da Vila. Será engajado na luta contra a escravidão.
REBECA (Mariza Marchetti) - Sobrinha da Condessa CATARINA, REBECA é uma mulher bastante independente e viajada, que detestará a vida na nova cidade. Inteligente e madura, REBECA mexerá com a cabeça dos rapazes da cidade, como TOMÁS e ÁTILA, os amigos inseparáveis, que se apaixonarão completamente por ela. Por ser completamente a frente de seu tempo, REBECA tentará mudar o destino das moças da Vila.
TOZÉ (Cássio Scapin) - Fiel serviçal da condessa CATARINA. TOZÉ é bastante educado, vaidoso e se veste com elegância, tendo uniformes de seda, chapéus com penas e acessórios especiais. É quase um mordomo, um lacaio de uma rainha. TOZÉ agitará a vida cultural na colônia e ajudará a condessa a desvendar um grande mistério – motivo pelo qual estão na Vila de São Salvador.
NESTOR (César Pezzuoli) - Homem correto, honesto e trabalhador. Seu NESTOR é o responsável pela venda de suprimentos na Vila de São Salvador e sabe de tudo que acontece na região por causa do movimento em seu estabelecimento. Respeita e tem e os senhores de terras, irrita-se com a opressão. Casado com IRANI, mulher simples e descendente de indígenas, SEU NESTOR tem uma proteção exagerada com a filha, BELEZINHA. Será um verdadeiro mentor para MIGUEL.
D. IRANI (Adriana Londoño) - Mulher simples e trabalhadora, descendente dos índios goitacás, que viviam na região. Bondosa, bem-humorada, maternal. Ajuda o marido no armazém e é uma quituteira de mão cheia, além de ser a parteira da Vila. Não aceitará a presença de MIGUEL de imediato, por um motivo mais forte do que parece; ela considera os portugueses dizimadores de seus descendentes. Após um início conturbado com MIGUEL, ela se transformará numa verdadeira mãe adotiva para ele. Quer que BELEZINHA mantenha distância das pessoas mais ricas e não verá com bons olhos a aproximação de MIGUEL com a família do coronel CUSTÓDIO.
CATARINA (Adriana Lessa) - Mulher elegante que chega misteriosamente na Vila, habitando um solar que estava abandonado há anos. O local é repleto de lendas e mistérios, que D. CATARINA simplesmente ignora.
ÁTILA (Léo Rosa) - Professor e escritor. Jovem cheio de planos e ideologias, pretende fundar um jornal na Vila de São Salvador. Crítico ao sistema de produção, ÁTILA tentará, clandestinamente, fazer denúncias contra os senhores e defender os direitos dos escravos. Inteligente, articulado com as palavras, indagador. Melhor amigo de TOMÁS, filho de um dos grandes líderes da cidade, o coronel QUINTILIANO. Começa a história apaixonado por MARIA ISABEL. Será amigo de MIGUEL e o ajudará a se envolver com JULIANA, o que provoca a ira de MARIA ISABEL.
CAPITÃO LORETO (Junno Andrade) - É o chefe de polícia da Vila, que procura manter a ordem na região. Tem contatos com poderosos da corte é quase o prefeito do local. Gosta de saber de tudo que se passa no local e acompanha de perto o movimento dos jovens e dos escravos. Tem contato direto com o feitor ZÉ LEÃO, que cuida dos escravos do Engenho do Sol. Costuma implicar com ROSALINDA PAVÃO por causa da pressão de URRACA. Mas a verdade é que ele é apaixonado por ela. Perseguirá os jovens abolicionistas e terá muitos problemas com levantes de escravos.
DR. PACHECO (Henri Pagnoncelli) - Físico da Vila e amigo dos grandes senhores da região. Membro da Câmara Municipal, participa de todas as decisões políticas da Vila. Homem educado, de grande influência junto aos homens da Corte. Velho amigo dos coronéis CUSTÓDIO e QUINTILIANO, conhece a histórica rivalidade e procura apaziguar as brigas frequentes. Desconfia das intenções de ALMEIDA, mas desperta o interesse da mãe dele, D. URRACA. A figura de homem sério e digno pode ficar comprometida por um mistério que movimentará a trama.